... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Crise Financeira, Cavaco Entrega Portugal á Troika! Presidente da República do Malawi: FMI Não Manda Aqui! Rádio Moçambique



Numa altura em que Portugal é alvo de uma operação militar, um Golpe de Estado levado a cabo pelos assaltantes, fazendo com que o desemprego atinja níveis assustadores, Cavaco Silva se queixa das reformas (Reformas de Cavaco)e ajuda a vergar o país á máfia do capital financeiro dos mercados especuladores, dizendo que a TROIKA UE BCE FMI é que manda, não sabe que o Estado do Kuwait é uma monarquia constitucional, o Presidente da República do Malawi, sabe para que é que foi eleito, mostra que merece a confiança nele depositada pelos eleitores não se vergando á máfia do FMI.

DA RÁDIO MOÇAMBIQUE

Presidente do Malawi desafia: FMI não manda no meu país

Presidente do Malawi Bingu wa Mutharika desafia abertamente o Fundo Monetário Internacional afirmando que quem manda no Malawi são os malawianos e não o FMI.


Mutharika diz mais: A partir do próximo mês de Março o Malawi vai tomar conta da sua política monetária, sem depender do Fundo Monetário internacional, e acrescentou que dentro em breve vai dar mais detalhes aos malawianos sobre as formas como o governo vai acabar com a crise de divisas no país.

O presidente malawiano falava num encontro com os líderes tradicionais provenientes de todo o país, que foram pedir ao chefe de estado para não desvalorizar a moeda nacional, o kwacha, porque segundo afirmaram isso vai trazer graves problemas para os malawianos.

“Se vocês me apoiam, posso garantir-vos que até ao final do ano, poderá começar o fluxo da moeda externa no país ”- estive a citar o líder malawiano Bingu wa Mutharika.

Bingu wa Mutharika referiu ainda que gostaria de deixar para o seu sucessor um stock de dois biliões de doláres americanos quando terminar o seu segundo e último mandato em 2014.

“Eu posso conseguir isso”- disse Bingu wa Mutharika, reiterando que não vai desvalorizar o kwacha malawiano, porque segundo ele, caso esta medida seja tomada como propõe o FMI, os preços dos produtos básicos serão afectados.

Até agora, o ministro malawiano das finanças, Ken Lipenga ainda não comentou se as declarações de Bingu wa Mutharika significavam o rompimento das relações com o Fundo Monetário Internacional, mas falando há dias no Parlamento, o Presidente do Malawi argumentou que será difícil desvalorizar o kwacha, a não ser que tenha garantias de que os pobres serão protegidos da subida dos preços, na sequência da desvalorização da moeda.

O Malawi e o Fundo Monetário Internacional atravessam momentos difíceis em termos de relacionamento, devido a recusa do governo de Lilongwe em desvalorizar o kwacha e em liberalizar a taxa de câmbio, como plataforma para restaurar a economia malawiana.

O FMI propõe que o Malawi deve adoptar um pacote de medidas para melhorar o seu ambiente macro-económico e implementar a sua estratégia nacional de desenvolvimento.

Analistas referem que a não ser que haja um milagre, o Malawi não vai resistir por muito tempo a pressão do Fundo Monetário Internacional.

Por Faustino, em Blantyre

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
A Administração do Website

Revolta Total Global Democracia Real Já

Democracia Real Ya
Saiba Quem Manda nas Agências de Rating
Saiba Como Funcionam, a Quem Benificiam e Servem os Ratings das Agências de Notação Financeira; Conheça a Moody's

Occupy The Banks

Conheça Dívida Soberana das Nações e o Império do Fundo Monetário Internacional FMI

World Revolution For Real Democracy Now
Conheça os Estatutos do FMI; Direito Especial de Saque Incluido

Take The Square

Occupy Everything

Tomem as Praças
Saiba Porque não Falam na Islândia

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...