... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Revolução OWS Acampada Wall-Street: Protestos Indignados dos EUA Ignorados pela Comunicação Social! LiveStream TV



A população americana acampa nas cidades e a comunicação social esconde protestos que começaram em Wall Stree e alastram nos EUA.

Nos Estados Unidos da América as acampadas e os protestos espalham-se por todas as cidades como fogo em rastilho de polvora e a imprensa enterra a cabeça na areia. Nem RTP, nem SIC, nem TVI, nem Jornal de Notícias, nem Expresso, nem Diário de Noticias, nem I online, nem CNN, nem FOX, nem NBC, nem Globo... ninguém fala no assunto. Será que não têm jornalistas? Ou são pasquins com jonalistas de pacotilha?



Desde 17 de setembro, milhares de pessoas estão acampadas em Zucoti Park, uma praça próxima de Wall Street o principal centro financeiro do mundo capitalista, em Nova York. Os milhares de americanos indignados protestam contra o “1% de capitalistas ricaços especuladores dos EUA que exploram 99% da sociedade” e que são culpados pela grave crise econômica que abala o país desde 2008, gerando desemprego, despejos e miséria.

Revolução Americana Occupy Wall Street, Occupy Wall Street Facebook, Occupy, Wall, Street, Facebook, New York

O movimento batizado de Occupy Wall Street foi organizado pelo site Abdusters, convocado pelas redes sociais (twitter, Facebook, Tumblr, Blogger, Redit...) e teve como referência as revoltas na Islândia, em Espanha e no mundo árabe. Eles exigem que o governo de Barack Obama, tão covarde diante das elites, adote medidas mais duras de combate à especulação financeira, eleve os impostos da minoria abastada e invista em políticas de geração de emprego e renda. O significado da ocupação Diariamente, ocorrem assembléias, debates e atividades culturais. Artistas famosos, como o diretor de cinema Michael Moore e a atriz Susan Sarandon, já estiveram no local prestando solidariedade aos manifestantes. Várias lideranças políticas, religiosas e dos movimentos sociais também se revezam no local para dar apoio ao protesto, formado principalmente por jovens.

Intelectuais de renome, Noam Chomsky e Amy Goodman, produziram artigos sobre o significado deste inédito movimento Occupy Wall Street [Twitter hastags: #OccupyWallStreet (traduzido, ocupem Wall Street), #USDOR, #USDayOfRage (dia de Raiva dos EUA), #TakeWallStreet (tomem Wall Street), #Ows, #OurWallStreet (Wall Street é Nossa)].

“Wall Street e as instituições financeiras iniciaram o ciclo vicioso que levou a imensa concentração de riqueza e, com ela, também do poder político, em um pequeníssimo setor da população, uma fração de 1%. Ao mesmo tempo, o restante da população foi transformado no que às vezes é chamado de ‘precariado’ – lutando para sobreviver numa existência precária. Wall Street e as instituições financeiras também praticam com impunidade quase completa suas atividades nefastas: não só são ‘grandes demais para quebrar’; também são ‘grandes demais para ir pra cadeia’. Os corajosos e honrados protestos em curso em Wall Street devem chamar a atenção pública para essa calamidade”, escreveu Noam Chomsky.“Não queremos distúrbios” Apesar do significado do protesto, o prefeito de Nova York, o “republicano” Michael Bloomberg, oitavo homem mais rico dos EUA (fortuna calculada em US$ 20 bilhões), esbanja truculência. “Não queremos esse tipo de distúrbio aqui”, disse na semana passada. No sábado (24), acatando as suas ordens, a polícia investiu com violência contra os acampados, prendendo mais de 80 jovens e ferindo várias pessoas. Além da energia dos manifestantes e da truculência da polícia, chama atenção a atitude pusilânime da mídia. Como denuncia Amy Goodman, a maior parte da imprensa estadunidense simplesmente omite o protesto.
Violência policial Occupy Wall Street, Occupy Wall Street Facebook, Occupy, Wall, Street, Facebook, New York



 “Se 2 mil ativistas do grupo conservador Tea Party se manifestassem em Wall Street, provavelmente haveria a mesma quantidade de jornalistas cobrindo o acontecimento”.

Isto é a seletividade da imprensa corporativa colonizada pelo capital

Em portugal, Angola, Brasil,... a mídia colonizada segue o mesmo padrão “jornalístico” de pacotilha da ttreta. Não falando nada sobre a ocupação de Wall Street.

Se fosse um protesto em Caracas contra Hugo Chávez, a mídia burguesa faria o maior escarcéu. Seria manchete todos os dias.

A seletividade da mídia é algo realmente impressionante: omite o que não interessa ao capitalismo esclavagista e realça o que serve aos seus interesses políticos e econômicos, à sua visão de classe. E ainda há gente que acredita na imparcialidade e na neutralidade da chamada “grande imprensa”. GRANDE BOSTA

Occupy Wall Street Live Stream

Watch live streaming video from globalrevolution at livestream.com Occupy Wall Street TV Chanel

Dia de Raiva dos EUA Occupy Wall Street American Revolution Occupy Wall Street Los Angeles Global Revolution LIVE STREAM TV

Adbusters Facebook

Occupy Wall Street Facebook

Occupy Chicago Facebook

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

UE: Ditadura dos Bancos Vs Povo! Resgatem A Grécia, Não Os Banqueiros!



UE,Ditadura dos Bancos Vs Povo,Resgatem A Grécia,Não Os Banqueiros
União Europeia: A Ditadura dos Bancos!
Os Bancos contra as pessoas!
Resgatem a Grécia, não os bancos
Exigimos: Resgatem a Grécia, não os bancos
Inacreditável, eles estão fazendo isso de novo. Nossos governos estão roubando os contribuintes e dando ainda mais dinheiro do contribuinte para os bancos!

Os governos da União Económica e Monetária Europeia (note que é uma união económica, dos bancos. Não é uma união solidária e social; do povoestão espropriando o povo para dar aos Bacos e especuladores que se alimentam do sangue do povo com a cumplicidade dos governos que nos desgovernam, explorando e expropriando a maioria (99% da população), para favorecer a Elite (a minoria de 1%), os banqueiros e especuladores que criam as crises com a cumplicidade dos politicos.

Supondo que nós precisamos de resgatar a Grécia para salvar a Grécia, salvar a Europa e salvar o Euro, quem é que nós estamos a salvar e resgatar?

Os barões:

Os banqueiros e especuladores responsáveis pela crise grega, os banqueiros e especuladores responsáveis pela crise irlandesa e os banqueiros e especuladores responsáveis pela crise portuguesa.

Entretanto, o resgate atual faz com que nós, os contribuintes, paguemos aos bancos 90% dos seus criminosos investimentos. O povo grego não recebe um centimo desse investimento e nós damosrios e tonelada de dinheiro para os ricos banqueiros. E pior ainda - 30% do nosso dinheiro irá para os especuladores que vão fazer um lucro enorme especulando com o resgate!

Como é que na face da terra, os nossos governos (Governos dos Bancos) escreveram um plano de resgate em que os bancos e especuladores são inundados com nosso dinheiro que nos sugam em impostos e deixa a Grécia e o povo grego sem nada?

A resposta é simples, - Os politicos trairam e continuam a traie o povo, e foram os banqueiros escrevessem o acordo. Nossos Ministros das Finanças se reunirão dentro de 3 dias para decidir sobre este plano - vamos exigir-lhes e aos nossos parlamentares que voltem ao rascunho do projeto e resgatem a Grécia, não os bancos!

Assine a petição .avaaz.org/po/eu_people_vs_banks/?copy

Aos Líderes Europeus:

Resgatem a Grécia, não os bancos

Aos Líderes Europeus:

Como cidadãos preocupados com a crise econômica e com a austeridade das medidas tomadas, nós pedimos que mudem fundamentalmente o plano proposto de resgate da Grécia. Ele precisa ser reescrito para assegurar que o dinheiro público serve ao interesse público e não recompensa bancos e especuladores, que ajudaram a causar a crise. Ao invés disso, os governos devem comprar os bancos com empréstimos e investimentos. Proteja o interesse público e o nosso futuro.
http://revoltatotalglobal.blogspot.com/2011/09/dry-15-o-democracia-ja-brasil-europa.html

http://revoltatotalglobal.blogspot.com/2011/09/15-o-lisboa-portugal-manifestacao.html

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

DRY 15 O Democracia Já Brasil Europa América Ásia África e Mundo: A Rua é Nossa!



No Brasil é assim: tudo pode ser adiado, menos o pagamento das dívidas externa e interna, DRY Brasil, Deemocracia Real Já Brasil, Não somos mercadorias nas mãos de políticos e banqueiros
15 de outubro: a voz e a hora d@s indignad@s do Brasil e do mundo

Não somos mercadorias nas mãos de políticos e banqueiros



Praças pelo mundo fora despertaram. Wall Street está ocupada. Milhões de pessoas cansadas de autoritarismo, de democracias voltadas para os ricos, da farra do capital financeiro.

Há 500 anos, o Brasil é um país saqueado por políticos corruptos, ruralistas e empreiteiros gananciosos. O governo brasileiro segue dominado pela mesma elite que levou nosso país a um dos primeiros lugares em desigualdade social.

Temos muita coisa para mudar!


Precisamos construir uma nova forma de fazer política, queremos decidir os rumos em assembleias livres, amplas e democráticas. Queremos levar o debate a todas as praças do país.

Somos contra a política suja das negociatas, de um sistema que concentra o poder nas mãos de uma minoria que não nos representa, corruptos cuja dignidade está a serviço do sistema financeiro; queremos uma Democracia Real com participação do povo nas decisões fundamentais do país, muito além das eleições, essa falsa democracia convocada a cada quatro anos.

Transparência!


Não somos palhaços. A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 do jeito como estão sendo organizados servem apenas para os interesses dos ricos e de seus governantes. Estamos vendo uma verdadeira “faxina social” em nosso país, com a remoção de milhares de famílias das regiões onde serão os megaeventos esportivos. Os benefícios atingiram uma pequena parte da população. O sigilo do orçamento das obras da Copa, a flexibilização das licitações e a postura submissa do Brasil à Fifa e à CBF são um banquete farto aos corruptos.

Quem disse que queremos crescer assim?


Queremos um Brasil ecologicamente sustentável. Atualmente a política de desenvolvimento da matriz energética segue a devastação do meio-ambiente e do desrespeito aos povos originários, como a construção de Belo Monte, um atentado aos povos do Xingu. Não concordamos com o caminho que o governo federal está propondo - que prevê a construção de pelo menos mais quatro usinas nucleares até 2030 - no desenvolvimento de uma energia cara e não segura: Enquanto o Brasil segue com as usinas nucleares de Angra dos Reis, mesmo após a calamidade nuclear de Fukushima, há pouco incentivo às novas tecnologias energéticas sustentáveis, como a solar, eólica, de marés, para as quais o país possui enormes potenciais.

Equilibrado e para todos.


O agronegócio segue como um risco ao futuro. O desmatamento desenfreado, anistiado e estimulado pelo novo Código Florestal, segue transformando o Brasil numa grande fazenda de soja. Não há uma política séria de reforma agrária, de soberania alimentar e de preservação do meio-ambiente. Segue a destruição da Amazônia, o uso abusivo de agrotóxicos e a propriedade da terra cada vez mais concentrada.

Educar ou manipular?


Estamos fartos de que os meios de comunicação, que deveriam servir a população como ferramenta de educação, informação e entretenimento, sejam usados como armas de manipulação de massas, trabalhando para os mesmos políticos corruptos que deflagram o país em benefício próprio.

Vamos colorir as praças com diversidade!

Ainda sofremos discriminação pela cor da nossa pele, por nosso sexo ou orientação sexual, por nossa nacionalidade, por nossa condição econômica. Queremos colorir as praças brasileiras com a diversidade do nosso país, que precisa ser livre, digno e para todos. Devemos ocupar, resistir e produzir decisões e encaminhamentos democráticos, onde a colaboração esmague a competição e a socialização destrua a capitalização. Não temos a ilusão de resolver todos os problemas em poucos dias, semanas, meses. Mas teremos dado o primeiro passo.

Chegou o momento em que todas as nações, todas as pessoas se unem e tomam as ruas para dizer: Basta! É hora de assumir a nossa responsabilidade e o nosso direito a uma vida livre e justa. 15 de outubro: um só planeta, uma só voz.

Confirme presença nos eventos no Facebook!

Os eventos #15O vão surgindo e nós vamos divulgando.

Nacionais

Internacionais

http://www.democraciarealbrasil.org/

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...