... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Euromilhões Portugal Hipocrisia de Cavaco Silva! Deficientes Vivem na Rua, Crianças Comem na Rua e Reformas Douradas do Presidente não Chegam para Pagar Despesas



Num país com reformas de menos de 200Euros e ordenados minimo inferior a 500 Euros, com a classe média esmagada em austeridade e impostos, o presidente que gasta 7000 Euros mês, e com uma reforma de 10.000 Euros, tem o descaramento de dizer que não consegue sobreviver.

Em Portugal, deficientes motores vivem na rua


Amputados dormem na rua à porta de uma garagem em Quarteira, Loulé




Tomar, Palestina Portuguesa: Crianças em escola de Tomar Obrigadas a Comer na Rua por Associação de Pais NAZI! DIZEM QUE É A LEI!

Isto é revoltante!

O Descaramento de Cavaco Silva!


Hipocrisia de Cavaco, o Presidente da República



Presidente da República diz que as reformas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) e do Banco de Portugal (BdP) não chegam para as suas despesas.

A miséria grassa em Portugal, e o Presidente afirmou ganhar 1.300 euros da CGA, para a qual descontou durante 40 anos sobre o seu vencimento de professor universitário e investigador da Fundação Calouste Gulbenkian. Do Banco de Portugal, para onde descontou 30 anos, Cavaco Silva disse não saber quanto receberá. Mas adiantou que a soma dos dois valores não chegará para as suas despesas.

Ora, na declaração de rendimentos entregue ao Tribunal Constitucional relativa a 2010, o Presidente contabiliza 141 mil euros brutos em pensões. Um valor que este ano será inferior, devido às sobretaxas estipuladas pelo Governo, mas que fica, ainda assim, acima do que receberia enquanto Presidente.

Ao abdicar do vencimento de Presidente para ficar com a pensão, Cavaco deixou de receber 139 mil euros por ano.

Mas ao vencimento de Cavaco, acresce ainda o valor da pensão de Maria Cavaco Silva, a juntar: são mais 800 euros por mês.

Cavaco não sabe quanto vai receber de reforma do Banco de Portugal, mas adiantou que, enquanto quadro do banco central, ocupava o nível 18 da tabela, ou seja, o mais elevado.

De acordo com o «Expresso», esse nível da tabela tem por base mínima 2.343 euros por mês e máxima 3.735 euros. Ao valor base podem, no entanto, juntar-se ainda complementos de reforma que podem chegar a um máximo de 4.500 euros. Ou seja, se o Presidente estiver no topo da tabela receberá, com o complemento, 8.235 euros.

Cavaco comentava, no Porto, a notícia de que o Banco de Portugal não vai cortar os subsídios de férias e Natal aos seus funcionários e aposentados.

«Neste momento já sei quanto é que irei receber da Caixa Geral de Aposentações, descontei quase 40 anos uma parte do meu salário para a CGA como professor universitário e também descontei durante alguns anos como investigador da Fundação Calouste Gulbenkian e devo receber 1.300 euros por mês. Não sei se ouviu bem: 1.300 euros por mês», disse.


«Tudo somado, o que irei receber do fundo de pensões do Banco de Portugal e da CGA, quase de certeza que não dá para pagar as minhas despesas», concluiu.


O nível 18 de Cavaco Silva no Banco de Portugal



O nível 18, patamar a que o Presidente da República diz corresponder como quadro do Banco de Portugal, parte de uma base mínima de 2343 euros, a que se pode somar complementos até 4500 euros.








O Presidente da República disse hoje que recebe 1300 euros mensais da Caixa Geral de Aposentações (CGA), mas que não sabe quanto irá auferir do Banco de Portugal, adiantando contudo que enquanto quadro do banco central ocupava o nível 18 da tabela, o mais alto, com o cargo de director.



O Expresso apurou que o nível 18 da tabela do Banco de Portugal, para a qual Cavaco Silva remeteu os jornalistas, tem por base mínima 2343 euros por mês e máxima 3735 euros. Valor ao qual se pode juntar ainda complementos de reforma que podem chegar a um máximo de 4500 euros. Se o Presidente estiver no topo da tabela receberá, com o complemento, 8235 euros.



Com as declarações feitas hoje no Porto, segundo o gabinete do Presidente da República, Cavaco Silva quis salientar que como professor, ao fim de 40 anos de desconto, tem apenas uma pensão de 1300 euros. "Tudo somado, o que irei receber do Fundo de Pensões do Banco de Portugal e da Caixa Geral de Aposentações quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas porque como sabe eu também não recebo vencimento como Presidente da República", disse.



De acordo com a sua declaração de rendimentos em 2009, o Presidente da República recebia cerca de 10 mil euros brutos por mês, relativos à pensão do Banco de Portugal (BdP) e da Caixa Geral de Aposentações (CGP), para onde descontou como professor universitário e investigador da Gulbenkian.



Anibal Cavaco Silva recebe da CGA, com disse, 1300 euros por mês. E quanto ao resto, apesar de evocar ser fácil de ver na tabela do Banco de Portugal, a quantia não se consegue precisar: a tabela não tem um valor certo e não inclui os complementos de reforma habituais.



Em 2009, o valor do seu vencimento mensal situar-se-ia em cerca de 8700 euros, tendo em conta a declaração de rendimentos entregue pelo PR em 2010, relativa aos rendimentos auferidos a título de pensões, segundo publicou o Diário de Notícias.

Não recebe como Presidente porque abdicou

Em Janeiro de 2011, Cavaco Silva abdicou do vencimento enquanto Presidente da República, no valor de 6523 euros (já com os cortes de 5% em 2011 e 10% em 2011), optando por receber as reformas da CGA e do BdP. Uma decisão que tomou na sequência da lei que o inibia de acumular a remuneração como Presidente da República e as reformas a que tinha direito.



O Presidente da República não esclareceu, mas as dúvidas que terá em relação ao valor da pensão que recebe como reformado do Banco de Portugal deverão estar relacionadas com o facto de não se saber ainda se os reformados do banco central irão ou não receber os subsídios de férias e de natal.



Aos funcionários do BdP no ativo já foi pago, em janeiro, o subsídio de férias, mas há dúvidas jurídicas sobre se os reformados do banco central deverão ou não receber os subsídios de férias e de natal. Ou seja, aparentemente o que estará em causa é se Cavaco Silva receberá ou não os subsídios. A pensão mensal mesmo podendo ter cortes, não deverá ser muito diferente dos 8700 que o Presidente da República auferiu em 2009. Questionado, o BdP afirma que não pode esclarecer o assunto.


Entre as reformas douradas do Banco de Portugal, além de Cavaco Silva, encontram-se nomes como o da ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite e o ex-governador José Silva Lopes.


Até quando Portugal?


Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Acorda Portugal! Acordo Traição Social! União Geral de Traidores UGT: O Pacto de Escravidão Fascista Contra os Trabalhadores! Solução? Revolução!



Pacto de Escravidão da Revolução Fascista. A meia hora de Trabalho a mais ao pé deste Acordo Geral daTraição Social é uma brincadeira de crianças


Porque é que Daniel Bessa diz que ao pé disto, a meia-hora é uma brincadeira de crianças?



O governo, as confederações patronais e o Irmão João Proença Maçom do GOL, da União Geral de Traidores UGT assinaram hoje um acordo de Traição, Exploração e Escravidão Social, o conluio a que de forma ignóbil  chamaram um acordo de concertação social.



Não falando por agora, nas novas e mais gravosas regras fascistas para despedimento, acesso ao subsídio de desemprego e respectivo valor, analisemos um pouco daquilo que levou o economista e ex-ministro Daniel Bessa a dizer esta tarde, na televisão, que «ao pé disto, a meia-hora é uma brincadeira de crianças».



Para além do corte de 4 feriados, 3 dias de férias e de as empresas passarem a poder impor "pontes" a descontar nas férias dos trabalhadores, o filet mignon é o estabelecimento generalizado de uma "bolsa de horas" até um total de 150.

Quer isto dizer que as empresas, quando lhes convier, podem fazer os empregados trabalharem mais horas (até um total de 10 diárias), que são descontadas no horário laboral, quando lhes der jeito. Ou seja, podem obrigar-nos a trabalhar 10 horas por dia durante 75 dias úteis (mais de 3 meses) sem pagarem horas extraordinárias, mas apenas descontando esse tempo no resto do ano.

O que é que isto representa? Como, nos dias úteis, as horas suplementares são pagas a 150% (a primeira) e a 175% (as restantes), isto quer dizer que, por elas, os trabalhadores deixam de receber o equivalente a 2 semanas, 1 dia, 5 horas e 45 minutos de trabalho. Mas, como as horas extraordinárias são também compensadas (a 25%) em tempo de descanso retirado do horário normal, os trabalhadores que sejam obrigados pela empresa a esgotarem essa "bolsa de horas" vão, para além disso, ter que trabalhar mais 4 dias, 5 horas e 30 minutos sem serem pagos por isso.



Em suma, os trabalhadores passam a ter que trabalhar à borla 3 semanas, 1 dia, 3 horas e 15 minutos.

Com os tais 7 dias a mais de trabalho por ano, que já antes acompanhavam a "meia-hora por dia" que o governo queria impor, lá chegamos (com mais 3 horas e tal de trocos) ao número cabalistico Ocultista, maçonico de 23 dias de trabalho não remunerado por ano que faz com que, na relação entre remuneração e tempo de trabalho, passemos a trabalhar o tempo de férias, sob outra forma.



Com a agravante, agora, de esse tempo de trabalho ser prestado quando der mais jeito ao patrão, ficando os trabalhadores (tal como em relação ao decretar de "pontes" e ao tempo de férias que virão realmente a ter) dependentes do arbítrio patronal para saberem qual o seu horário laboral e quando têm tempo para si, para as suas actividades privadas e para a sua família.

Para além de um roubo e de um abuso (pois uma coisa é negociar essa flexibilidade de horário, os seus termos e contrapartidas, e outra é ela ser imposta governamentalmente), isto é o sonho de um empresário, dir-se-á. E Daniel Bessa tê-lo-á pensado. Eu, não sei.


Como esses períodos de jornadas de 10 horas, certamente,  vão ocorrer nas alturas de maior produção e intensidade de trabalho, vão aumentar esponencialmente, todos os perigos relativos à "meia-hora a mais".


As consequências deste Tratado de Traição e Escravização, vão ser aumento de trabalho por trabalhador e despedimentos, até á escravidão total.


Esteve bem a CGTP ao recusar fazê-lo. Pelas razões invocadas e porque, ao bater com a porta, deixou claro que este "acordo de concertação social" não o é, mas apenas uma imposição governativa acolhida de braços abertos pelas confederações patronais e aceite com o conluio da central sindical que, de longe, é menos representativa.

Este é, afinal, um ACORDO de TRAIÇÃO, DESCONSERTAÇÃO, EXPLORAÇÃO E ESCRAVIDÃO SOCIAL.


Acorda Portugal!




ESCRAVO NÃO!



REVOLUÇÃO É A SOLUÇÃO!

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Máfia Portuguesa Euromilhões Portugal: Sociedades Secretas, Maçonaria, Oculto, Opus Dei e a Mão do Império Invisível Sobre o Parlamento



Grupos de pressão. Há uma “mão invisível” sobre o parlamento.


Há movimentos e instituições que não resistem a aproximar-se do poder político, mas os politólogos descartam consequências



A influência da maçonaria e do Opus Dei na Assembleia da República tem sido discutida nas últimas semanas, principalmente por se tratar de associações discretas e restritas. Mas existem outros grupos, como o Bilderberg e os Rotary (ver ao lado), também considerados influentes na sociedade. Mas influenciam estes grupos as decisões que se tomam na Assembleia da República?



Se se conhecem muitos deputados maçons e de certo modo se questiona se a maçonaria não terá influência, directa ou indirecta, nas decisões no plenário, do Opus Dei, actualmente o único deputado membro é o antigo presidente da Assembleia da República Mota Amaral. A verdade é que estas instituições, interfiram ou não em decisões concretas, acabam por ter sempre na sua órbita figuras de proa da política nacional. Ainda recentemente a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, confessou que foi convidada para entrar tanto no Opus Dei como na maçonaria, mas não aceitou.

Do lado destas organizações, a influência é negada. Ao i, fonte oficial do Opus Dei assegura que a organização “não tem e não quer ter” qualquer tipo de influência no parlamento. “O único deputado que é da obra, Mota Amaral [ex-presidente da Assembleia da República], representa no parlamento exclusivamente quem o elegeu, não representa nem a Igreja, nem o Opus Dei”.

O poder da maçonaria e do Opus Dei no parlamento tem centrado o debate nos tempos mais recentes, principalmente por se tratar de duas associações discretas e restritas. Mas não são as únicas com capacidade de mover influências e também com presenças registadas dentro do meio político, ainda que isso possa acontecer de forma pontual.

O ex-ministro do PSD e presidente do BIC Mira Amaral já foi convidado para estar em reuniões do Bilderberg e diz ao i que o “grupo é elitista e restrito, mas não é secreto”. “Daí a dizer-se que naquelas reuniões se trata do destino do mundo, não me parece”, afirma. “As cimeiras de Davos são capazes de ter mais influência”, acrescenta. Em 2004, notícias na imprensa deram conta de convites a Santana Lopes e José Sócrates para uma reunião em Milão. Dois meses depois, Santana era primeiro-ministro, Sócrates assumiria o cargo cerca de um ano depois. A relação directa não se confirma, mas a procura por quem está ou poderá vir a estar à frente das decisões políticas torna-se evidente.

No caso do Rotary Club, também se encontram membros entre os deputados, caso de João Serpa Oliva, do CDS, que é rotariano há dois meses e garante que “não existe qualquer conexão política”. “O grupo não tem influência, as pessoas que lá participam é que podem ou não ter influência”, explica.

Falar das influências movidas junto da esfera política resvala obrigatoriamente para o debate sobre a actividade de outros grupos de pressão sobre os políticos, como os lóbis. Nos EUA, os lóbis têm a actividade regulada e, no limite, um cidadão pode até ver com que representante de que lóbi almoçou um congressista. “Ao contrário de Portugal, ninguém finge que não está a fazer o jogo político. É tudo muito transparente e a actividade dos lóbis é supercontrolada. Mas não creio que se consiga fazer algo semelhante em Portugal”, considera o politólogo Carlos Jalali.

As ligações entre a maçonaria e os deputados portugueses estiveram no centro da polémica, depois de o jornal “Expresso” ter divulgado que o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, pertencia à mesma loja que o ex-espião Jorge Silva Carvalho. O PCP é o único partido com assento parlamentar que proíbe os seus militantes de ser maçons. De resto, em todos existem deputados com ligações à maçonaria, alguns assumidos, outros não. Daí a pressão das últimas semanas para que os maçons de assumissem, em nome da “transparência”. “Esta procura de transparência absoluta está no limite do totalitarismo democrático”, argumenta ao i o politólogo António Costa Pinto.

Adelino Maltez considera que não deve haver um registo de interesses para os detentores de cargos públicos, mas afirma que deveria haver um registo de lóbis, à semelhança do que acontece nos EUA. A opinião é partilhada por António Costa Pinto, que afirma que o registo de interesses dos deputados não deveria estar ligado a valores, mas antes às ligações com o mundo económico, “porque é aí que as relações são mais dúbias”, sustenta.

Já para o deputado rotariano João Serpa Oliva, o registo de interesses “passa pela honestidade pessoal”. “Cada pessoa pode associar-se ao que quiser, desde que no exercício da profissão não implique com esses interesses. Se implicar, então aí tem de declarar, como já acontece no registo de interesses para outro tipo de organizações”, refere.


Este clip foi retirado do programa Plano Inclinado de 2011.02.15. Henrique Neto faz acusações gravíssimas que roçam a acusação de traição.
Informação sobre a Maçonaria no tretas.org http://bit.ly/gxwS7k
Máfia Politica Portuguesa! Henrique Neto Fala de Maçonaria e Solidariedades Partidárias

Estes são alguns excertos do mais recente programa de televisão censurado pelo sistema político português.

O vídeo foi editado com menos de 20 minutos para poder ser extraído e depois carregado no maior número de perfis do Facebook para máxima divulgação.

Nesta última emissão do "Plano Inclinado", transmitido na SIC Notícias a 12 de Fevereiro, o fiscalista Henrique Medina Carreira e o ex-dirigente socialista Henrique Neto explicam que os partidos políticos funcionam como máfias e estão a levar Portugal à bancarrota económica pela segunda vez na História de Portugal.


Henrique Neto revelou a forma como a Maçonaria controla os partidos. Depois deste programa ir para o ar, a SIC cancelou todas as emissões seguintes.

Os convidados também concordam que não existe nenhuma alternativa dentro do parlamento, com partidos como o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista a defenderem ideias retrógradas do séc. XIX.


Actualização de 28 de Fevereiro:
Marcelo Rebelo de Sousa confirmou que Henrique Medina Carreira foi afastado por ser incómodo, num texto publicado no seu blogue do jornal Sol:

«Por falar em más notícias, Medina Carreira foi colocado, gentilmente, de quarentena. Um mensageiro, há tantos anos, de más ou mesmo péssimas notícias, é sempre visto com enfado se e quando algumas dessas notícias podem chegar à ribalta. Nessas ocasiões, é sempre preferível algo de mais leve para distrair os espíritos...»



«Na pirâmide da corrupção, temos no topo a corrupção do Estado», acusou, Maria José Morgado, responsável pelo Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, durante uma conferência do ciclo «Ministério Público e o Combate à Corrupção», que decorre na Fundação Calouste Gulbenkian.



Esta é a corrupção de «maior sofisticação» e de «mais difícil detecção», considerou Morgado.


Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Alemanha NAZI: Mein Kampf Livro de Hitler Publicado em Governo de Merkel por Peter McGee Editor Fascista Britânico



Livro de Hitler será publicado na Alemanha na Alemanha de Angela Merkel, pela primeira vez desde 1945

Trechos de ‘Mein Kampf’ (Minha Luta), o único livro escrito por Adolf Hitler, serão publicados pela primeira vez na Alemanha desde 1945, a partir do dia 26 deste mês, anunciou o editor britânico Peter McGee, apesar de a lei alemã proibir a publicação de escritos nazistas. O editor explicou por e-mail que vai publicar "uma brochura de 12 a 15 páginas com, de um lado, trechos impressos de 'Mein Kampf' e, do outro, comentários de um pesquisador famoso", situando a obra em seu contexto histórico.


A informação já havia sido divulgada pela revista Der Spiegel e só agora tem confirmação.

Publicações de outros trechos estão previstas para depois, com tiragem média de 100.000 exemplares.

"Todos conhecem [o livro] e veem nele uma espécie de bíblia diabólica nacional-socialista", afirmou McGee. "Mas ninguém leu, e por isso não se pôde constatar que se trata de uma obra de qualidade pobre e um trabalho confuso de um pensamento completamente distorcido", completou.




O livro ‘Mein Kampf’, redigido pelo Führer (criminoso fascista NAZI) na prisão, entre 1924 e 1925, estava proibido desde 1945 na Alemanha, quando os nazistas perderam a guerra. Sua versão em inglês é comumente vendida na internet.

o fascismo levanta-se em força, ataquem o sistema!

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Máfia Portuguesa, Maçonaria, Pacto de Traição, Irmão Maçon João Proença, UGT e o Acordo para Escravizar o Povo! Revolta-te e Luta Portugal!



A Maçonaria volta a atormentar o povo português, atravéz do pacto de traição com o irmão maçon, João Proença do Grande Oriente Lusitano (GOL), secretário Geral da  UNIÃO GERAL DE TRAIDORES, UGT, que mais uma vez mostrou a quem serve e quem realmente é, um sabujo, vassalo, um vendido, carneiro,  mostrou-se como o capacho de um sistema maçónico capitalista, autoritário e arrogante usando sistematicamente a treta da desculpa do que está no memorando da Troika maçónica ( que recebe milhões para ditar regras que alimentam os grandes accionistas criminosos da máfia do poder financeiro).

O irmão Franco-Maçon, usou da aldrabice para justificar o acordo tripartido que assinou e que mais uma vez desrespeita o direito do trabalhador e aumenta o dever do mesmo...


A sociedade portuguesa está podre, tal como muitas outras, pelo imobilismo da classe dirigente, preocupada em beneficiar os amigos e o poder financeiro, corporativista ou associativo.




Triste País que alimenta os lobos em pele de carneiro!!!





Portugal foi tomado de assalto por uma quadrilha maquiavélica, uma troika diabólica e satânica, uma conspiração do oculto e oculta dentro dos centros de poder, cujo objectivo é roubar-nos e fazer-nos escravos



Os portugueses são inteligentes, engenhosos e bons trabalhadores (como se vê em qualquer país que percorremos :)

Somos um grande povo, para vivermos bem, só precisamos de tomar as rédeas de Portugal, punir os traidores.



Com bons lideres, patriotas que se preocupem com o povo em geral e não em roubar. Para isso, é preciso lutar conta os traidores internos, que estão estratégicamente colocados nos centros de decisão, derrubá-los e restaurar a soberania nacional.



É Isso que temos de encarar e combater urgentemente, por nós, pelos que nossos atepassados, pelos nossos filhos e pelos que hão-de vir.


LEVANTA-TE PORTUGAL!

PORTUGUÊS ACORDA E LUTA!

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Máfia Internacional, Bilderberg, Maçonaria, Sábado ATTACK TugaLeaks! IMPRESA, BPI, Ongoing e a Conspiração da Banca para Controle da Comunicação Social e Impôr o Fascismo



A SÁBADO apelida Tugaleaks de mentiroso e Tugaleaks exige direito de resposta

A máfia do sistema financeiro quer dominar o planeta e o ATAQUE da SÁBADO NEWSHOLD Pineview Overseas, S.A. ao TugaLeaks faz parte dessa estratégia de dominio e controle.

A Conspiração Bilderberg que levou a SÁBADO a apelidar o Tugaleaks de mentiroso e em que oTugaleaks exige direito de resposta

Foi na edição da semana passada numa peça intitulada “Mentiras Virais” que descredibilizaram duas das nossas publicações. O Tugaleaks está indignado porque não houve investigação e fizeram citações fora do contexto.

A 5 de Janeiro chegou um e-mail ao Tugaleaks como tantos outros. Um e-mail com perguntas, às quais respondemos sempre. Esse e-mail identificava-se como sendo de uma revista sábado. No entanto o e-mail vinha de um endereço Hotmail.

A conversa seguiu-se desta forma:
Exmo. Sr. Rui Cruz,

Sou jornalista da revista “Sábado” e venho por este meio colocar-lhe algumas questões:

[perguntas efetuadas, repetidas mais á frente no artigo]

Aguardo pela sua resposta. Muito obrigado.

Melhores cumprimentos,

Gustavo Sampaio


A resposta do TugaLeaks, passado 1:20 foi simples e direta:

Boa tarde.
Para prosseguir com o seu pedido de resposta por favor indique o contacto fixo da sua redação ou envie um e-mail de um endereço do grupo Cofina e não de um Hotmail.

Vejamos o porquê do ataque ao TugaLeaks

Está em curso um movimento para que a ELITE FINANCEIRA MUNDIAL passe a dominar todas as nações do planeta com escravidão e miséria .

O sistema financeiro internacional tornou-se uma verdadeira organização criminosa que trabalha como máfia utilizando a tecnologia e a maçonaria para praticar a rapinagem das riquezas monetárias de nações desprotegidas em prol dessa mesma ELITE BANCÁRIA. É por causa disso que desde 2008 o planeta vem passando por essa onda de sucessivas crises financeiras, e o objetivo é enfraquecer moralmente algumas nações para que se crie o clima ideal para uma futura invasão, exterminação da identidade cultural e apropriação dos recursos maturais e da força de trabalho do povo. É desta forma que age o imperialismo desde o tempo do imperador Caio Julius Cesar.


Esta é a verdadeira realidade, e temos que estar atentos para se contrapor aos ataques e resistir para garantir um planeta de igualdade e liberdade. É isso que todos os portugueses têm de entender.

Então vejamos:

A INFORMAÇÃO ESTÁ CADA VEZ MAIS POBRE TOTAL CO0NTROLE DAS CORPORAÇÕES

Os estudos jornalísticos mostram que só há notícias onde há jornalistas. Como não há jornalistas em muitas partes do mundo, orque a informação é manipulada, não há notícias de muitas partes do mundo, e os media manipulam a informação de acordo com os interesses das corporações elitistas.

A RTP vai acabar entregue nas Garras da pirataria da Máfia da Privatária, tal como acabou a EDP, para arranjar tachos aos Catrogas desmanteladores de Portugal.

Quem controla os meios de Informação, controla a Nação

Uma notícia importante e que não teve qualquer relevo

A notícia teve pouco relevo e não foi objecto de análise em qualquer dos espaços de debate que abundam nos média. E, no entanto, é uma notícia importante. A sua fonte é um comunicado oficial da COFINA.

Leia-se: “A Newshold, tornou-se proprietária do semanário Sol,

(Curiosamente, se traduzirmos News Hold - Obtemos - Segura a Noticia)
A NewsHold reforçou para mais de 10% o capital no grupo [COFINA] que detém publicações como o Jornal de Negócios, “Correio da Manhã”, “Record” e “Sábado”. (…) A Newshold é detida por uma sociedade com sede no Panamá, a Pineview Overseas, com capital social de dez mil dólares. (Sábado, 16 de Dezembro de 2011)

A notícia foi publicada noutros jornais, quase sempre nas edições online, com títulos como:

Newshold reforça na Cofina para 15% do cpital (…) A Newshold é detida em 91,25 por cento pela offshore Pineview Overseas, S.A, sedeada no Panamá.” (Diário de Notícias, 14 Dezembro 2011)

“Grupo angolano que detém o semanário Sol reforçou posição na Cofina para cima dos 15%.” (Diário Económico, 16 de Dezembro de 2011)

“Angolanos da Newshold reforçam na Cofina para 15,08% (Jornal de Negócios, 14 Dezembro 2011)

“Newshold quer a Cofina, comprar a RTP e formar distribuidora” (…) Dona do “Sol” vai aproveitar a actual fragilidade dos grupos de comunicação social para avançar (21 de Outubro de 2011, Jornal ionline:

A notícia significa que pode estar em curso a reconfiguração da paisagem mediática portuguesa através de uma operação de concentração de meios de comunicação social, por enquanto abrangendo um conjunto de títulos do sector da imprensa porém com “promessa” de extensão ao audiovisual através do canal de serviço público a privatizar (ou, em alternativa, da SIC).


Uma entidade de capitais angolanos, por sua vez detida por uma offshore com sede no Panamá, pode vir a tornar-se, assim, num dos mais poderosos grupos de comunicação social em Portugal.

Vem à memória a pergunta que alguns fizeram há uns meses sobre a Ongoing, quando esta “queria” a TVI: “O que é a Ongoing“?

Alguém perguntará, sobre a Newshold, dona do Sol (que quer o Correio da Manhã, o Jornal de Negócios, a Sábado, o Record e talvez a RTP1 ou a


Comunicado Euronext transcrito abaixo
COFINA – SGPS, S.A.
Sociedade aberta
Sede: Rua do General Norton de Matos, 68 - R/C, Porto
Capital Social: Euro 25.641.459
Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto
sob o número único de matrícula e identificação fiscal 502 293 225

COMUNICADO

Nos termos do n.º 1 do artigo 17.º do Código dos Valores Mobiliários, informa-se ter recebido de Newshold, SGPS, S.A. a seguinte notificação, a 14 de Dezembro de 2011:

“A Newshold, SGPS, S.A., com sede na Rua Tierno Galvan, n.º10, Torre 3, 9º andar, 1070-274 Lisboa, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o número único de matrícula e de pessoa colectiva 508 846 749, com o capital social integralmente subscrito e realizado de 10.000.000 Euros (Dez milhões de Euros) (adiante abreviadamente designada por “Newshold”), vem, nos termos e para os efeitos do disposto no número 1 do artigo 16º do Código dos Valores Mobiliários (CVM) e no número 1 do artigo 2º do regulamento da CMVM n.º 5/2008, comunicar o aumento da sua participação qualificada no capital social da sociedade Cofina SGPS, S.A. (adiante abreviadamente designada por “Cofina”), nos termos a seguir expostos:

Em virtude da aquisição em mercado, através do sistema TCS – Trade Confirmation System, de 3.214.500 acções, realizada no dia 9 de Dezembro de 2011, a Newshold passou a deter, nessa data, 15.464.528 acções, representativas de 15,08% do capital social e dos direitos de voto da Cofina.

Mais se informa que a sociedade Pineview Overseas, S.A., com sede na Cidade do Panamá, República do Panamá, com o capital social de USD 10.000 ( dez mil dólares), Matriculada no Registo Público do Panamá sob o número 550993, documento 1066143, detém 91,25% do capital social e dos direitos de voto da Newshold, porquanto é imputada à Pinevew Overseas, S.A. a referida participação social detida pela Newshold na Cofina.
Além dos direitos de voto supra referidos não são imputáveis, à Newshold ou à Pineview Overseas,S.A., nos termo do artigo 20º,n.º1 do CVM, nem detidos, quaisquer outros direitos de voto na Cofina.”

Porto, 14 de Dezembro de 2011


“O que é a Newshold?”

Portal de Angola

Empresa Angolana Newshold reforça posição na Cofina para 10%

A presidente do conselho de administração, Ana Bruno, esclareceu, numa entrevista à “Meios e Publicidade” em Outubro do ano passado, que a empresa é detida por “capitais angolanos” de “um conjunto de investidores” que se juntaram para desenvolver o projecto do semanário Sol, embora não tenha referido o nome dos accionistas.

A Newshold é também dona de uma pequena posição no grupo Impresa (dona da SIC, Expresso e Visão), abaixo dos 2%.

As acções da Cofina avançam hoje 2,38% para os 43 cêntimos, depois de terem fechado a sessão de ontem a disparar 20%.



Informação da Entidade de acordo com ERC

ERC Informação Geral
DesignaçãoPineview Overseas, S.A.
Forma JurídicaSociedade Anónima
NIF980407796
Sede SocialCidade do Panamá, Républica do Panamá, em East 53rd Street, Marbella, Swiss Bank Building, 2nd floor
Objecto SocialA gestão de participações sociais noutras sociedades, como forma indirecta de exercício de actividades económicas.
Capital Social5.000,00 Euro
Site-
Área(s)-
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Administração/Gerência
NomeCargo/FunçãoMandato
Edgardo E. DiazAdministrador-
Maria Vallarino A. Administrador-

Como a informação disponivel na ERC, não nos mostra grande coisa, e nós queremos saber. Fomos á procura:

Informação da ERC
Informação Geral
DesignaçãoNewsHold, SGPS, S.A.
Forma JurídicaSociedade Anónima
NIF508846749
Sede SocialRua Joaquim Augusto Aguiar n.º 66 - 4.º - Lisboa
Objecto SocialGestão de participações sociais noutras sociedades como forma indirecta de exercicio de actividades económicas.
Capital Social50.000,00 Euro
Sitewww.sol.pt
Área(s)Imprensa
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Administração/Gerência
NomeCargo/FunçãoMandato
Ana Cristina de Oliveira Bruno Assis dos SantosPresidente2010/01/01 - 2010/12/31
Jorge Santiago NevesVogal2010/01/01 - 2010/12/31

Sociedades Participadas: NewsHold, SGPS, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
Newshold Consulting - Unipessoal, Lda.100,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
O Sol é Essencial, S.A.96,96 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.1,05 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Informação sobre a Newshold Consulting - Unipessoal, Lda.

Informação Geral
DesignaçãoNewshold Consulting - Unipessoal, Lda.
Forma JurídicaSociedade por Quotas
NIF507724003
Sede SocialRua Joaquim António de Aguiar, 66, 4.º andar, 1010-153 Lisboa
Objecto SocialPrestação de serviços de consultoria e assessoria a pessoas singulares e colectivas, no âmito do desenvolvimento, implementação e acompanhamento de estruturas empresariais, avaliação de negócios e empresas.
Capital Social5.000,00 Euro
Site-
Área(s)-
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Administração/Gerência
NomeCargo/FunçãoMandato
Ana Cristina Oliveira Bruno Assis dos SantosGerente-

Informação da Entidade - O Sol é Essencial

Informação Geral
DesignaçãoO Sol é Essencial, S.A.
Forma JurídicaSociedade Anónima
NIF507724003
Sede SocialRua de São Nicolau n.º 120 - Lisboa
Objecto SocialEdições de jornais, revistas e outra publicações periódicas em suporte fisico ou digital. Edições Multimédia.
Capital Social10.000.000,00 Euro
Sitewww.sol.pt
Área(s)Imprensa
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Administração/Gerência
NomeCargo/FunçãoMandato
Ana Cristina de Oliveira Bruno Assis dos SantosPresidente2009/03/31 - 2012/03/31
José António Caeiro Escobar de LimaVogal2009/03/31 - 2012/03/31
José Filipe de Almeida EusébioVogal-
Luís Filipe Marcelino Batista CoelhoVogal2009/03/31 - 2012/03/31
Vitor Francisco dos Santos FernandesVogal2009/03/31 - 2012/03/31
Orgãos de Comunicação Social (OCS)
DesignaçãoTipo de OCS
SOLImprensa

ERC - Informação da Entidade IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

Informação Geral
DesignaçãoIMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.
Forma JurídicaSociedade Anónima
NIF502437464
Sede SocialRua Ribeiro Sanches, 65 - 1200-787 LISBOA
Objecto SocialA sociedade tem por objecto exclusivo a gestão de participações sociais noutras sociedades, como forma indirecta do exercício de actividades económicas.
Capital Social84.000.000,00 Euro
Sitewww.impresa.pt
Área(s)Imprensa, Televisão, Distribuição
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Organigrama Sociedades Participadas



Administração/Gerência
NomeCargo/FunçãoMandato
Francisco José Pereira Pinto de BalsemãoPresidente2007/04/12 - 2010/12/31
Francisco Maria Supico Pinto BalsemãoVice-Presidente2007/04/12 - 2010/12/31
Alexandre de Azeredo Vaz PintoVogal2007/04/12 - 2010/12/31
António Soares Pinto BarbosaVogal2007/04/12 - 2010/12/31
José Manuel Archer Galvão TelesVogal2009/10/07 - 2010/12/31
Maria Luísa Coutinho Ferreira Leite de Castro Anacoreta CorreiaVogal2008/01/28 - 2010/12/31
Miguel Luís Kolback da VeigaVogal2007/04/12 - 2010/12/31
Pedro Lopo de Carvalho Norton de MatosVogal2008/04/17 - 2010/12/31

Estrutura Accionista: IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
IMPREGER - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.51,73 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Ongoing Strategy Investments, SGPS, S.A.22,89 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
MADRE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.4,14 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Credit Suisse Group AG3,95 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Banco BPI, S.A.3,94 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
NewsHold, SGPS, S.A.1,05 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Sociedades Participadas: IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
IMPREGER - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.51,73 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Ongoing Strategy Investments, SGPS, S.A.22,89 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
MADRE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.4,14 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Credit Suisse Group AG3,95 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Banco BPI, S.A.3,94 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
NewsHold, SGPS, S.A.1,05 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

IMPREGER - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. - Sociedades participadas - IMPRESA

Sociedades Participadas: Ongoing Strategy Investments, SGPS, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
Económica - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.100,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.22,89 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
ZON Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A.3,45 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Sociedades Participadas: MADRE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. - IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.


Sociedades Participadas: Credit Suisse Group AG - IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

Sociedades Participadas: Banco BPI, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
ZON Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A.7,89 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
IMPRESA - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.3,94 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Cofina, SGPS, S.A.3,12 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Sociedades Participadas: Cofina, SGPS, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
Grafedisport - Impressão e Artes Gráficas, S.A.100,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Mediafin, SGPS, S.A.100,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Adcommedia – Anúncios e Publicidade, S.A.85,50 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Presselivre - Imprensa Livre, S.A.81,30 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Metro News - Publicações, S.A.58,99 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
WEB WORKS - Desenvolvimento de Aplicações para Internet, S.A.51,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Edirevistas - Sociedade Editorial, S.A.50,71 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
Destak Brasil - Empreendimentos e Participações, S.A.15,40 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas

Estrutura Accionista: NewsHold, SGPS, S.A.

DesignaçãoParticipaçãoOpções
Pineview Overseas, S.A.95,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas
TWK - SGPS, Lda.5,00 %Estrutura Accionista | Sociedades Participadas


Informação da Entidade - Credit Suisse Group AG

Informação Geral
DesignaçãoCredit Suisse Group AG
Forma JurídicaSociedade Limitada
NIF-
Sede SocialOne Cabot Square - London E14 4QJ, Reino Unido
Objecto Social-
Capital Social-
Sitehttps://www.credit-suisse.com
Área(s)-
Estrutura Accionista | Sociedades Participadas


Segundo a OCDE, o Panamá está classificado como um paraíso fiscal e, neste momento, encontra-se na lista "cinzenta" dos países que se comprometeram a prestar informações sobre os beneficiários das empresas. O Panamá tem sete acordos assinados, segundo a lista da OCDE, publicada a 14 de Outubro. No entanto, ainda não implementou totalmente o compromisso de divulgar informações sobre os beneficiários últimos das sociedades registadas no país.

No portal da ERC, Edgardo E. Diaz e Maria Vallarino aparecem como administradores da Pineview Overseas.

Do Panamá não conseguimos encontrar nada, mas apurar que
Grice Holdings LLC
Edgardo E Diaz
Manager
Fernando A Gil
Manager
Maria A Vallarino
Manager
Grice Holdings LLC has a location in Miami Beach, FL. Active officers include Edgardo E Diaz, Fernando A Gil and Maria A Vallarino. Grice Holdings LLC filed as a Florida Limited Liability on Tuesday, September 28, 1999 in the state of Florida and is currently active.

Ainda apuramos
Americaorient Trading Corp.
Edgardo E Diaz
President
Chairman
Myrna De Navarro
Treasurer
Director
Fernando A Gil
Secretary

Esta empresa está ligada á Networld, Inc.

Carlos Mora
Director
President
Secretary
Ricardo Mora
Technician
Rudy Menendez
Programmer Analyst
Esta ligada á Webland Corporation
Carlos Mora
President
Rodolfo Menendez
Um polvo!
Director

Um labirinto enorme, onde conseguimos encontrar, através das informações da ERC, o Grupo IMPRESA, Credit Suisse do Bilderberg Balsemão e o Banco BPI a lançarem uma ofensiva com vista ao contole da comunicação social, e as ligações á Ongoing dominada pela Maçonaria. Importa referir que para obterem esse controle, denominaram o jornal Sol com, O Sol é Essencial.

Este ataque da Sábado ao TugaLeaks , é mais um passo nesta grande ofensiva contra Portugal e os portugueses.

Precisamos reagir.

São meia duzia que querem dominar o mundo.

Temos de nos organizar comunitáriáriamente e unirmo-nos para e começarmos a mobilizar-nos em sociedade antes que seja tarde.

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...