... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Euro Crise Financeira, Ex Ministro das Finanças Alemão Oskar Lafontaine Acusa: Angela Merkel e os Bancos Fazem Guerra ao Povo, Estão a Destruir a Europqa! O Sistema Financeiro Quer Destruir a Democracia a Nível Mundial



,Actual crise da dívida europeia: O ex-ministro das Finanças alemão Oskar Lafontaine acusou hoje a chanceler alemã, Angela Merkel, de destruir a Europa e a banca de fazer guerra ao povo e que o sistema financeiro está empenhado em destruir a democracia a nível mundial. Por isso, sublinhou, "a guerra dos bancos contra os povos da Europa tem de ser parada."~





Merkel está “a destruir a Europa, concretamente a democracia na Europa, mas também a coesão social”, disse Lafontaine, candidato à presidência do estado federado de Sarre (sudoeste) pelo partido A Esquerda (Die Linke), para o qual mudou depois de mais de duas décadas no social-democrata SPD.

Lafontaine, que foi ministro das Finanças entre 1995 e 1999, no governo de Gerhard Schroeder, acusou Merkel de esbanjar milhares de milhões dos contribuintes alemães e afirmou que os programas de resgate elaborados pela União Europeia com intervenção da chanceler a “não são mais que bombas de fragmentação contra a justiça social”.





O ex-ministro, que falava num comício em Kiel, acusou o setor financeiro de querer acabar com a democracia a nível mundial e exigiu o fim da guerra dos bancos contra os povos europeus”.


O dirigente do partido da Esquerda ("Die Linke") acusou a chanceler alemã de "destruir a Europa, ou mais precisamente a democracia na Europa, mas também a coesão social". Oskar Lafontaine propôs também a introdução de um imposto sobre grandes fortunas a nível europeu.


Angela Merda e Sarkonazy



O antigo número um do Partido Social-Democrata falava num seminário de Die Linke em Kiel, para um auditório com cerca de 200 deputados do parlamento europeu e de dois tipos de parlamentos alemães: federal e regionais. O seminário teve lugar no âmbito da pré-campanha eleitoral para as regiões de Sarre e de Schleswig-Holstein, que votarão respectivamente em março e em maio.

Angela Merda


Ao divulgar no final do seminário a declaração aprovada pelos presentes, o dirigente da Esquerda manifestou a expectativa de que o seu partido obtivesse um bom resultado nas duas eleições que se aproximam. A expectativa explica-se em parte porque "a social-democracia deslizou tanto para a direita, que há muito espaço para um partido de esquerda, tanto em Schleswig-Holstein como no Sarre".

Segundo citação de DER SPIEGEL, Lafontaine afirmou que "Merkel está a destruir a Europa, ou mais precisamente a democracia na Europa, mas também a coesão social". Lafontaine comentou que o dinheiro invesitdo em pacotes de medidas para salvar o euro tem sido dinheiro perdido e que "estes pacotes de medidas são na verdade bombas de fragmentação contra a justiça social".

Na análise que apresentou, o sistema financeiro está empenhado em destruir a democracia a nível mundial. Por isso, sublinhou, "a guerra dos bancos contra os povos da Europa tem de ser parada".

Lafontaine defendeu como medida prioritária para enfrentar a crise da dívida um imposto europeu para os milionários e propôs a criação de um banco público que conceda empréstimos aos países endividados, proposta que foi aprovada pelos 200 deputados da Esquerda no Bundestag (câmara baixa do parlamento alemão), no Parlamento Europeu e nas câmaras regionais alemãs que assistiam ao comício.

Assim se acabaria com os mercados financeiros e as agências de notação financeira rating”, afirmou.

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

1 comentário:

  1. Descubra 70 grande diferencial competitivo e rentável empresas Warren Buffett no livro de fossos novo. Os leitores que desejam aprender mais sobre as vantagens competitivas das empresas Warren Buffett pode rever 70 deles nos fossos de novos livros. É sobre os fossos ou vantagens competitivas de cada negócio. Moats será na Amazon.com em meados de fevereiro de 2012. Ele está atualmente disponível em Lulu.com aqui: http://www.lulu.com/spotlight/4filters
    O livro Moats introdução arquivo de áudio mp3: http://www.frips.com/moats.mp3

    ResponderEliminar

Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
A Administração do Website

Revolta Total Global Democracia Real Já

Democracia Real Ya
Saiba Quem Manda nas Agências de Rating
Saiba Como Funcionam, a Quem Benificiam e Servem os Ratings das Agências de Notação Financeira; Conheça a Moody's

Occupy The Banks

Conheça Dívida Soberana das Nações e o Império do Fundo Monetário Internacional FMI

World Revolution For Real Democracy Now
Conheça os Estatutos do FMI; Direito Especial de Saque Incluido

Take The Square

Occupy Everything

Tomem as Praças
Saiba Porque não Falam na Islândia

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...