... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Grécia Política Social Democrata Euro NAZI: Construção Campos de Concentração e Cercas de Arame Farpado; Caça Aberta aos Imigrantes! Zonas Sem Problemas de Imigração Ilegal! Governador Regional de Tessália e População Contra, KKE Apela á Luta!



Grécia; Política Social Democrata; Euro; NAZI; Construção Campos de Concentração; Caça Aberta; Imigrantes; Zonas Sem Problemas de Imigração Ilegal; Governador Regional de Tessália e População Contra; KKE Apela á Luta; Turquia; Luta

A Grécia sob o comando de Angela Merkel, avança á força toda com a política EURO NAZI planeia abrir 30 Camps detenção para detenção de imigrantes ilegais e construção de cercas de arame farpado.

As autoridades Gregas recentemente também revelaram planos para construir uma cerca de arame farpado na sua fronteira com a Turquia ... (AP / Nikolas Giakoumidis)


No espaço de cerca de um mês, a Grécia pretende abrir o primeiro de seus 30 acampamentos planeados para detenção de imigrantes ilegais, notícia do The Guardian. (In Athens. officials have so far approved construction of three detention centers.

Em Atenas. o governo grego já aprovou a construção de três centros de detenção.

Grécia; Política Social Democrata; Euro; NAZI; Construção Campos de Concentração; Caça Aberta; Imigrantes; Zonas Sem Problemas de Imigração Ilegal; Governador Regional de Tessália e População Contra; KKE Apela á Luta; Turquia; Luta

Como resultado, alguns grupos têm feito comparações entre a Grécia hoje, e a Alemanha nazista.

"Houve uma feroz resistência aos regimes dos campos de concentração pelos agricultores locais e pessoas que vivem em aldeias e cidades próximas", o Partido Operário Revolucionário, escreveu em seu site. ("There has been fierce resistance to the concentration camp schemes by local farmers and people living in nearby villages and cities," the Workers Revolutionary Party wrote on its website.)


E Kostas Agorastos, o governador regional de Tessália, disse que sua região não tem um problema da imigração ilegal.

"Estamos contra esta proposta, o público não quer isto e as autoridades locais não querem os campos de concentração", disse Agorastos ao Athens News.

"We are against this proposal, the public doesn't want it and the local authorities don't want it," Agorastos told Athens News.

No final da semana passada, a polícia disse que iria começar a efectuar buscas 24 horas por dia em no centro da cidade de Atenas para capturar imigrantes ilegais, com equipes de televisão convidadas a participar na caçada. A campanha tem sido criticado como um golpe de política pré-eleitoralista, segundo o Athens News.

"Não são os imigrantes que são responsáveis ​​pelo aumento da criminalidade, mas as políticas que a Grécia está sendo forçada a tomar [pela UE, BCE e FMI] que estão espalhando pobreza, desemprego e miséria", disse um activista ao Guardian.

A polícia grega deportatou 39 cidadãos estrangeiros, de acordo com Athens News. Este post foi publicado originalmente no Global Post.
"We are against this proposal, the public doesn't want it and the local authorities don't want it," Agorastos told Athens News.

Today police said they would begin 24-hour searches in inner-city Athens for illegal immigrants, with television crews invited to attend. The campaign has been criticized as a pre-election stunt, Athens News said.

"It's not the migrants who are responsible for rising crime, but policies that Greece is being forced to take [by the EU and IMF] that are spreading poverty, unemployment and misery," an activist told the Guardian.

Greek police deported 39 foreign nationals today, according to Athens News. This post originally appeared in Global Post.

O Resistir info escreveu:

 

Criação de campos de concentração para imigrantes


O governo de sociais-democratas (PASOK) e liberais (ND) prosseguirá com a criação de campos de concentração para imigrantes, utilizando financiamento da UE. Estes campos funcionarão com o objectivo de deportar pessoas desamparadas, as quais em resultado de guerras e intervenções imperialistas e da barbárie capitalista nos seus países procuram um melhor destino nos países da UE.

É característico que eles terão cercas de arame farpado triplas com três metros de altura, de acordo com os padrões da NATO. A guarda externa será executada por equipes de polícias armados e a interna por pessoal de segurança privada. Isto será apoiado por ferramentas técnicas de vigilância (CCTV, televisão em circuito fechado).

Por este meio a coligação governamental dos dois maiores partidos burgueses afirma que por um lado resolverá a questão dos imigrantes ilegais e por outro criará empregos, supostamente combatendo o desemprego.

A declaração do Gabinete de Imprensa do CC do KKE diz o seguinte:


"A intenção da coligação governamental PASOK-ND, com o acordo ou a tolerância dos partidos e comissários regionais do capital, de criar 30 campos de concentração para imigrantes em 10 das regiões do país, a começar por Neapoli Kozani, deve receber uma encarniçada resistência do povo. Trata-se de uma parte da ofensiva mais geral e impiedosa contra os direitos dos trabalhadores locais e estrangeiros e não tem como objectivo aliviar os seus problemas explosivos. Aqueles que prestam culto no altar do lucro capitalista não têm nem a capacidade nem o desejo de tratar do crime, da prostituição, das drogas e do encerramento do pequeno comércio. As áreas que serão "limpas" de imigrantes serão entregues para serem exploradas pelo grande capital. Eles querem livrarem-se das manifestações e mobilizações do movimento popular. As operações de limpeza, as detenções em massa e deportações de imigrantes serão acompanhadas pela intensificação da intimidação e repressão, atacando os direitos tantos dos trabalhadores locais como dos estrangeiros.

A criação de campos de concentração para imigrantes foi programada durante muitos anos pelos partidos do capital que governam o país. Já há uma série de estados membros da UE e países terceiros "dispostos" que têm recebido financiamento para isto da UE. Isto está a ser executado por aqueles que são responsáveis pela imigração em massa e pelas ondas de refugiados na Grécia e na UE, aqueles que sacrificaram os povos e conduziram-nos à fome e à imigração. Trata-se das mesmas pessoas que empobreceram e repetidamente enviaram sectores do povo grego para o caminho da imigração. Eles querem os imigrantes como uma força de trabalho barata e sem direitos de modo a que possam aumentar os lucros parasitários do capital. Isto é a "civilização" e estes são os "valores" do capitalismo. Os estratos populares das comunidades locais não devem ser enganados pelas promessas de alegados benefícios compensatórios do funcionamento dos campos.

Eles têm como objectivo aprisionar pessoas em massa nas mais inaceitáveis e insuportáveis condições de vida por períodos de até 18 meses, apesar do facto de que a maior parte deles quer ir para outros estados da UE e estão imobilizados na Grécia devido ao Acordo de Schengen e ao Regulamento Dublin II. Eles querem igualmente aprisionar refugiados que pediram asilo de modo a que sejam deportados para países onde as suas vidas correm perigo, violando abertamente os direitos dos refugiados descritos na Convenção de Genebra.

Os problemas explosivos da imigração em massa e o aumento do crime são parte integral do sistema de exploração capitalista e do imperialismo. Eles são intensificados pelas rivalidades inter-imperialistas e a crise do sistema e não pode ser resolvido por medidas repressivas, campos, cercas de arame e pelos apoiantes da barbárie capitalista e do mercado livre.

As propostas do KKE atacam as próprias causas da imigração em massa, do crime, fenómenos sociais que demonstram o apodrecimento do capitalismo e que são intensificados pela crise e seus impasses. Com o desligamento da UE, da NATO e de organizações imperialistas, com a socialização dos monopólios, a economia centralmente planificada em benefício do povo, e o controle popular da classe trabalhadora atacará – no interesse dos produtores da riqueza – as raízes do moderno comércio de escravos, do trabalho não garantido, da prostituição e da violação de todo o direito humano.

O KKE apela aos trabalhadores, através da sua actividade e do seu voto, a que punam aqueles que são responsáveis pela criação de cada vez mais problemas sociais explosivos os quais mergulharam as vidas da classe trabalhadora e dos extractos populares na insegurança.

O KKE apela a gregos e estrangeiros para que combatam de um modo unido e lutem de imediato pelo seguinte:

 

  1. Cancelamento dos planos do governo para a criação de campos de concentração.

  2. Instalação de centros de recepção temporária humanos, decentes, abertos e públicos para imigrantes-refugiados onde sejam providenciados cuidados médicos, abrigo e habitação gratuitos, interpretação e apoio legal. Neles deve haver cuidado especial por parte dos corpos do estado para com refugiados e imigrantes não adultos, mães e crianças, as vítimas de redes de tráfico de pessoas.

  3. O asilo ou um status humanitário temporário deve ser concedido a refugiados e àqueles que vêm de países sob ocupação imperialista ou são afectados por guerra civil.

  4. Documentos de viagem deveriam ser providenciados para todos aqueles que desejem ir para outro estado membro da UE. Desobediência ao Acordo de Schengen e ao Regulamento Dublin II.

  5. As novas medidas repressivas contra imigrantes nas fronteiras devem parar e a atribuição de parte da guarda das fronteiras aos mecanismos da UE também deve cessar ( FRONTEX, European System for the Supervision of Borders).

  6. A participação da Grécia em missões imperialistas em países estrangeiros deve cessar.

  7. Os imigrantes que vivem e trabalham na Grécia devem ser legalizados e ter plenos direitos trabalhistas, sociais e democráticos.

Ver também:
http://iscte.pt/~apad/ACED/

http://owni.fr/2011/02/18/app-la-carte-des-morts-aux-frontieres-de-leurope/

http://clandestinenglish.wordpress.com/
https://www.imap-migration.org/

http://inter.kke.gr/News/news2012/2012-03-29

http://resistir.info/grecia/campos_de_concentracao.html

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
A Administração do Website

Revolta Total Global Democracia Real Já

Democracia Real Ya
Saiba Quem Manda nas Agências de Rating
Saiba Como Funcionam, a Quem Benificiam e Servem os Ratings das Agências de Notação Financeira; Conheça a Moody's

Occupy The Banks

Conheça Dívida Soberana das Nações e o Império do Fundo Monetário Internacional FMI

World Revolution For Real Democracy Now
Conheça os Estatutos do FMI; Direito Especial de Saque Incluido

Take The Square

Occupy Everything

Tomem as Praças
Saiba Porque não Falam na Islândia

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...