... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Indigna-te! Revolução é Salvação! Orçamento de Estado: Governo Declara Guerra ao Povo!! Escravo Não! Está na Tua Mão Mudar a Situação!



O país caminha para o Abismo. O 1º Ministro do governo dos bancos, que quando na oposição era contra o aumento de impostos,  acabou de declarar guerra ao país, ao anunciar o Orçamento de Estado. O OE, vai ser um brutal aumento de impostos e ataque à classe trabalhadora para favorecer os mesmos de sempre, os especuladores, banqueiros e os parasitas do costume.

E o saque continua, como vemos abaixo, extraido semaário sol::
"Dois membros do Governo vão receber um subsídio de alojamento de 1150 euros mensais, isto apesar de serem proprietários de uma casa na região da grande Lisboa"


Voltando ao Orçamento de Estado:

A declaração de Guerra ao povo.
- vai vai acabar com o subsídio de férias e de Natal para quem ganhe um misero ordenado acima dos 1000 euros por mês com casa para pagar, vái ter que entregar a casa ao Banco.

- aos outros capitalistas que ganham acima do ordenado minimo,corta-lhes um dos subsidios,

- Como se não basta-se, vamos também ter de trabalhar mais uma hora por dia, de borla,

- vai-nos  cortar feriados e pontes para ajudar os bancos,

- Anunciou mais cortes e aumentos de taxas na saúde,

- O golfe continua a pagar 6% de IVA,

- As mordomias dos politicos contiuam,

- Os bancos e especuladores continuam a não pagar impostos,

- No OffShore da Madeira não se toca,

Enquanto se anunciam no Orçamento Geral do Estado mais austeridade para a maioria da população eis que para os Srs do Estado há mais mordomias e subsídios.

Do que vimos acima, e do que se pode ler abaixo, só se pode conncluir que o primeiro ministro e o Des-Governo, NÃO SERVEM.


O artigo do semanário Sol:
Dois membros do Governo vão receber um subsídio de alojamento de 1150 euros mensais, isto apesar de serem proprietários de uma casa na região da grande Lisboa.
e acordo com um despacho publicado em Diário da República, dois ministros e sete secretários de Estado terão direito a este apoio do Estado, por terem residência permanente a mais de 100 quilómetros da capital. Miguel Macedo, ministro da Administração Interna, e José Cesário, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, são dois dos nomes abrangidos. Mas têm uma particularidade. De acordo com a declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional, ambos têm casa própria em Lisboa.

Estes casos não merecem ressalva na lei – um decreto de 1980, assinado pelo então primeiro-ministro, Francisco Sá Carneiro, e pelo ministro das Finanças, Cavaco Silva.

O documento estabelece que aos membros do Governo que «não tenham residência permanente na cidade de Lisboa ou numa área circundante de 100 quilómetros poderá ser concedida habitação por conta do Estado ou atribuído um subsídio de alojamento». E justifica este apoio em função dos encargos com a fixação em Lisboa. Encargos esses que, diz a lei, são agravados pela «rarefacção de habitações passíveis de arrendamento» na cidade.

Apesar de ter mais de 30 anos, a lei nunca foi alterada e tem sido usada pelos sucessivos governos para atribuição de subsídios de alojamento aos governantes com residência permanente fora do perímetro da capital.

No anterior Executivo, este apoio foi atribuído a 13 titulares de pastas governamentais, sendo que entre estes também havia três secretários de Estado com casa própria em Lisboa.

Uma situação que já foi apreciada pelo conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República que – citando a lei que refere apenas a residência de origem – conclui que a propriedade de uma casa em Lisboa não impede a atribuição do subsídio.

Contactado pelo SOL, o gabinete de Miguel Macedo remeteu precisamente para este parecer da Procuradoria, sublinhando que o subsídio é atribuído em função da residência permanente – que no caso do ministro da Administração Interna é no Porto.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, diz que o subsídio está «contemplado e justificado»: «Não é só de alojamento. O que está em causa é uma compensação pelas despesas que têm a ver com a deslocação para Lisboa».

O subsídio de alojamento foi também atribuído ao ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, a Juvenal Peneda (adjunto do ministro da AdministraçãoInterna), aos secretários de Estado Paulo Simões Júlio, Cecília Meireles, Daniel Campelo e Marco António Costa e à subsecretária de Estado adjunta Vânia Barros.

susete.francisco@sol.pt

É de um aproveitamento muito baixo, vergonhoso, aliás! Estes, que apregoam que o ESTADO não tem dinheiro, aproveitam-se mesquinhamente de todas as Leis para sacar mais alguns trocos! São estas mesmíssimas criaturas que vêm todos os dias aos microfones exigirem mais, e mais medidas. A mobilidade é uma medida que foi imposta pelo Estado, mas nem por isso foram dados quaisquer subsídios para colmatar os gastos a muitos profissionais, que fazem centenas de quilómetros diários para cumprirem com as suas obrigações! Agora, estas CRIATURAS - ministros, deputados e elenco governamental - podem ter esses subsídios! É de bradar aos céus tal injustiça!!! Como é que conseguem enfrentar a sociedade e pedir mais sacrifícios?! É que, acima de tudo, a vossa DESONESTIDADE MORAL é simplesmente avassaladora.

Estes gajos, são entidades estrangeiras, invasoras, e como tal têm que ser corridos para salvar Portugal e os portugueses.

ESTE DES-GOVERNO GOVERNA CONTRA PORTUGAL!

ESTE DES-GOVERNO GOVERNA-SE!

ESTE DES-GOVERNO NÃO SERVE!

TEMOS QUE ACABAR COM ISTO ANTES QUE SEJA TARDE E ACABEM CONOSCO!

Na América o movimento #OccupyWallStreet, ocupa Wall Street, Bruxelas está a ser ocupada pelo movimento 15 de Maio, #MarchaBruselas.

Dia 15 de Outubro é a manifestação mundial contra esta politica devastadora. É preciso que o povo, os 99% da população explorada, se junte, e a uma só voz, digamos BASTA!

BASTA DE EXPLORAÇÃO!

BASTA DE GOVERNOS ESTRANGEIROS QUE GOVERNAM PARA SE SERVIR E SE GOVERNAR!

BASTA DE GOVERNOS QUE GOVERNAM PARA  1% DA POPULAÇÃO!

BASTA DE GOVERNOS QUE GOVERNAM PARA OS ESPECULADORESA FINANCEIROS!

BASTA DE GOVERNOS QUE GOVERNAM PARA PARAÍSOS FISCAIS E OFFSHORES!

BASTA DE GOVERNOS QUE CONTRA O POVO!

BASTA DE GOVERNOS QUE GOVERNAM CONTRA A POPULAÇÃO!

ACORDA PORTUGAL!

DIA 15 OCUPA SÃO BENTO !

JUNTA-TE Á MANIFESTAÇÃO!

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
A Administração do Website

Revolta Total Global Democracia Real Já

Democracia Real Ya
Saiba Quem Manda nas Agências de Rating
Saiba Como Funcionam, a Quem Benificiam e Servem os Ratings das Agências de Notação Financeira; Conheça a Moody's

Occupy The Banks

Conheça Dívida Soberana das Nações e o Império do Fundo Monetário Internacional FMI

World Revolution For Real Democracy Now
Conheça os Estatutos do FMI; Direito Especial de Saque Incluido

Take The Square

Occupy Everything

Tomem as Praças
Saiba Porque não Falam na Islândia

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...