... Julgo que depois destes malabarismos, os currículos das pessoas com funções políticas activas com o propósito de praticar o bem comum de uma nação, devem ser exigidos e publicados em Diário da Republica para qualquer cidadão poder consultar e certificar-se das habilitações de cada politico. Não deve ser uma opção, mas uma condição contemplada numa lei própria para o efeito, pois como sabemos, nenhum trabalhador é admitido numa função numa empresa, sem referências e/ou curriculo académico/profissional. será verdade que o PS está "calado" neste caso da licenciatura de M. Relvas porque o Irmão Maçon António Seguro dos Bancos (da Universidade Lusófona) foi um dos professores envolvido no processo?...

Revoluçã Já! Governo Quer Privatizar Segurança Social, Entregar Portugal aos Bancos! Escravizar Portugueses!



Governo trabalha na privatização da Segurança Social


Pedro Mota Soares, Ministro do Governo dos Gatunos dos Bancos ensaia as primeiras regras de um novo regime para explorar as classes mais baixas, para reduzir os portugueses á miserável condição de escravos e entregar tudo aos patrões banqueiros .

Fim da Segurança Social

Debate vai começar

É oficial: a reforma na Segurança Social vai avançar e os privados vão ter a porta aberta.

Paulo Macedo UM BANQUEIRO NA SAÚDE
O governo dos bancos, do Testa de Ferro  Passos Coelho, pela voz do ministro da Anti-Solidariedade e da Anti-Segurança Social, voltou ontem a introduzir a discussão de um tecto máximo nas contribuições e nas pensões, conhecido como plafonamento e que consiste numa primeira fase, na privatização parcial do sistema público da Previdência.

Pedro Mota Soares confirmou a adopção de um novo regime, sem especificar quando entrará em vigor. Apesar de a reforma da Segurança Social carecer ainda de estudos e debates públicos, o ministro deixou algumas pistas: Inicialmelmente “Só vai abranger as gerações futuras”, depois levam todos pela medida grossa. Os bancos têm que ter lucro.
Paulo Portas Submarinos O Polvo

Inicialmente, "a reforma é dirigida aos mais jovens, aos trabalhadores que ainda não entraram no mercado de trabalho ou àqueles que fazem descontos para a Segurança Social há pouco tempo”, avançou Pedro Mota Soares, à margem do fórum ‘Poupança, Pensões e Reformas, organizado pelo “Correio da Manhã”.

Vitor Gaspar e Passos Coelho Riem como doidos na votação do orçamento de Estado

Apseudo Oposição - Antonio José Seguro Maçonaria


Fontes não oficiaisn confirmaram-nos que a reforma, vái avançar de forma brutal e avassaladora, não vai deixar deixar ninguém de fora “os trabalhadores que têm carreiras contributivas mais longas”, safam-se na primeira fase, mas até finais de 2013 tem de estar tudo arrumado.
O responsável pela pasta da Segurança Social mente descaradamente. Em termos práticos, parte das contribuições serão obrigatoriamente mantidas no sistema público para que sejam os contribuintes a arcar com o financiamento dos bancos. A partir de determinado montante cabe aos trabalhadores optar por fazer descontos complementares, sobre a parte remanescente, para um sistema “público, mutualista ou privado”, o que vái implicar a que os maiores descontos fujam, e consequentemente que as reformas passem a ser ainda mais miseráveis, ATÉ Á EXTINÇÃO TOTAL.
Curriculo de Passos Coelho também aqui

Passos Coelho e José Socrates Irmãos Gémeos á Entrada do último debate antes das eleições


Portugal Paraiso Criminal



"Para o PSD, o actual modelo de Segurança Social sempre esteve necessariamente condenado ao fracasso."

SENDO ASSIM, SE DÁ PREJUIZO, PORQUE RAZÃO INTERESSA TANTO AOS BANCOS?


As pistas deixadas ontem por Mota Soares vão ao encontro das ambições dos Banqueiros.

No período de transição de regimes, os cofres da Segurança Social deixariam de receber a totalidade dos descontos, pelo que seria necessário transferir verbas para garantir o pagamento integral das pensões. Para isso, a solução defendida pelos sociais-democratas apontava para a emissão de dívida pública. Mais EMISSÃO DE DÍVIDA PÚBLICA, mais um prejuízo de se terr recorrer ao Fundo de Estabilização Financeira.

Esta proposta é um “Titanic”, um “barco que se vai afundar”. Bloco, Verdes e PCP estão contra e o PS volta a criticar as declarações de Pedro Mota Soares e acusa o actual governo de querer “dividir o país em dois”.


P.S. Este ministro é o tal que ia ir de scooter para o ministério para poupar... Dias depois comprou COM O NOSSO DINHEIRO, DOS IMPOSTOS, um carro de 80.000,00 EUROS

Pedro Mota Soares Teso de Scooter Sem Dinheiro Para Comprar Carro

Pedro Mota Soares Ministro Compra Carro Milionário Com Dinheiro Do Estado





Ultimas Observações

Há uma expressão usada até à exaustão por determinada facção radical da política, agora no governo:

 "o estado não tem vocação para gerir", isto e aquilo, e que é atirada para o ar de forma irresponsável, infantil e incompetente, por quem devia conhecer os assuntos e preocupar-se a fundo com temas tão essenciais para o futuro do país. Se o estado não tem capacidade para gerir, quais são as provas de que os privados terão, para gerir - melhor???

É disso que se trata, de ter um termo de comparação para afirmação tão gratuita. Trata-se de uma experiência de engenharia social??

Pois eu apresento as provas: têm à vista de todos o sistema americano, uma sociedade em decomposição, cuja amplitude é estranhamente esquecida na comunicação social. Os EUA têm, por exemplo, neste momento, níveis de desigualdade já superiores aos da grande depressão, estando a população dependente de "food stamps" (não dependente de uma segurança social solidária, mas de um autêntico recurso de miséria) aumentado de forma fabulosa na última década.

Há milhões e milhões de americanos absolutamente miseráveis, e cada vez mais. E há muitas mais provas deste fracasso da "gestão" da segurança social por privados, ou seja, por entidades absolutamente desinteressadas na solideriedade e segurança social (!!) mas apostadas unicamente em jogar com os recursos dos outros - de quem descontou - de forma irresponsável e criminosa. Sr. DR. Pedro Audi Soares: tenha vergonha nessa cara se faz favor.

Privatização da Segurança Social. Aqui está um termo que é uma contradição! Se há alguma coisa que deve levar os portugueses para a rua e pegar fogo a bancos, é isto.

OS GAJOS CHUPAM-NOS O SANGUE!

SÃO HOMENS E MULHERES?

OU SÃO ESCRAVOS?

 INDIGNEM-SE PORRA!

REVOLUÇÃO JÁ!

Write About Or Link To This Post On Your Blog - Easy Links :
Link Directly To This Post :

Link To The Homepage :

1 comentário:

  1. Uma opinião um tanto ou quanto semelhante à minha:
    Banalidades - jornal Correio da Manhã (antes da privatização):
    - o presidente da TAP disse: "caímos numa situação que é o acompanhar do dia a dia da operação e reportar qualquer coisinha que aconteça".
    - comentário do Banalidades: "é pena que, por exemplo, não tenha acontecido o mesmo no BES".
    .
    Nos sistemas públicos vão-se fazendo ajustamentos......
    Nos sistemas privados, pelo contrário, corre tudo bem... até... abrir falência! Leia-se: quem optar por sistemas privados (até aqui tudo bem) - quando estes entram em falência (veja-se o caso BES) - façam flique-flaques, saltos mortais, piruetas, etc... não façam é manifestações argumentando que... a existência duma qualquer falha na regulação... implica que... deve ser o contribuinte a pagar a falência dos sistemas privados!
    .
    No blog "'Fim-da-Cidadania-Infantil'" faz-se referência ao facto de ser necessário uma apresentação sistemática da actividade governamental... para que... quem paga (vulgo contribuinte) possa ter/exercer uma atitude crítica (leia-se: o Direito de Veto de quem paga).
    -> Resumindo:
    1- ficar à espera de auto-regulação privada/(de mercado) é coisa de otários...
    2- a Regulação Estatal é necessário... todavia, no entanto... é algo que poderá ser um tanto ou quanto contornável... (nota: ver casos do BPN e do BES)
    3- para que certos sectores de actividade [exemplo 1: a actividade política; exemplo 2: sectores estratégicos da actividade económica] não venham a «ficar entregues à bicharada»... é necessário que exista uma apresentação sistemática da sua actividade [ex. 1: governo; ex. 2: EMPRESAS PÚBLICAS em sectores económicos estratégicos] ... para que... o consumidor/contribuinte possa exercer uma constante atitude crítica!
    .
    .
    .
    P.S.
    Embora existam por aí teorias altamente giras... o 'business' aqui do je vai continuar a ser a mobilização das pessoas que se interessam pela salvaguarda de Direitos, nomeadamente:
    1- O Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones : blog "http://separatismo--50--50.blogspot.com/".
    2- O Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas: blog "http://tabusexo.blogspot.pt/".
    3- O Direito ao Veto de quem Paga: blog "http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/.

    ResponderEliminar

Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
A Administração do Website

Revolta Total Global Democracia Real Já

Democracia Real Ya
Saiba Quem Manda nas Agências de Rating
Saiba Como Funcionam, a Quem Benificiam e Servem os Ratings das Agências de Notação Financeira; Conheça a Moody's

Occupy The Banks

Conheça Dívida Soberana das Nações e o Império do Fundo Monetário Internacional FMI

World Revolution For Real Democracy Now
Conheça os Estatutos do FMI; Direito Especial de Saque Incluido

Take The Square

Occupy Everything

Tomem as Praças
Saiba Porque não Falam na Islândia

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...